PROGRAMAÇÃO DO FORRÒ BOM 2017

PROGRAMAÇÃO DO FORRÒ BOM 2017
PROGRAMAÇÃO DO FORRÒ BOM 2017

quinta-feira, junho 22, 2017

RESUMO DE CARINHO DE ANJO PARA ESSE QUINTA - FEIRA

Resultado de imagem para resumo de carinho de anjo
Gustavo entra na sala da Madre e também fica chocado com a pintura, apesar de entender que Dulce Maria estava bem intencionada. Todos decidem pintar a parede da sala da Madre Superiora para que a religiosa, que volta no dia seguinte, não descubra o que aconteceu. Inácio vai buscar tinta, mas se depara com Madre Superiora saindo do táxi. A religiosa conta que decidiu voltar antes da hora. Enquanto isso, todos tentam limpar a sala da Madre Superiora. Gustavo tira uma selfie com Dulce, Estefânia, Cecília e Fabiana. Madre Superiora entra em sua sala neste exato momento e desmaia ao ver como está sua casa. Fabiana tenta acordar a Madre sem sucesso, então decide jogar a jarra de água na religiosa. Gustavo pula na frente e acaba ficando todo milhado. Madre Superiora acorda e todos conversam com a religiosa para contar o que aconteceu. Dulce não conta que suas amigas lhe ajudaram. A Madre perdoa todos e riem com todo acontecido. Luzia bate na porta como general, sem saber que a Madre está na sala: “A Madre sempre fez vista grossa para as malcriações de vocês, mas agora isso acabou, pois eu que mando aqui. E vou expulsar vocês três (Cecília, Fabiana e Dulce)". Madre Superiora abre a porta e Luzia fica em choque. "Sabe como conhecemos melhor o caráter das pessoas: Damos poder para elas. E você mostrou uma Luzia que nós não conhecíamos!", diz a religiosa. Rosana conta para Juju que seu namoro com Peixoto acabou. Enquanto isso, no colégio, Gustavo pega no rosto de Cecília e em seguida pede desculpa por as vezes esquecer que ela é uma quase freira. O empresário elogia o sorriso da noviça. Nicole está descontrolada com a raiva de Gustavo não atender ela. A modelo quebra a casa toda e ameaça agredir as pessoas. A mulher fala sozinha que Dulce Maria irá lhe ajudar na marra a Gustavo falar com ela.

Pesquisa indica que 43% dos internautas fizeram mais compras online este ano Apenas 4% das pessoas que têm acesso à internet admitiram nunca ter feito qualquer compra online


Comprar pela internet se tornou um hábito do brasileiro, revela um estudo feito pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) nas 27 capitais do país.

De acordo com o levantamento, 89% dos internautas realizaram ao menos uma compra online nos últimos 12 meses anteriores à pesquisa, percentual que se mantém elevado em todos as classes sociais analisadas. Os homens lideram entre os compradores online (93%), pessoas de 35 a 49 anos representam 95% dos consumidores e 99% pertencem às classes A e B. Apenas 4% das pessoas que têm acesso à internet admitiram nunca ter feito qualquer compra online.

A pesquisa mostrou que, mesmo em um cenário de crise, quase metade dos consumidores online (43%) aumentou a quantidade de produtos adquiridos pela internet este ano, na comparação com 2016. Para 38%, o volume se manteve estável, enquanto 18% diminuíram o número de compras feitas por esse meio. A consulta foi feita entre os dias 18 e 27 de abril passado.

A vantagem que o internauta brasileiro mais destaca é a percepção de que os produtos vendidos pela internet são mais baratos do que nas lojas físicas, razão mencionada por 58% desses consumidores. Outros motivos destacados são a comodidade de comprar sem sair de casa (45%), o fato de poder fazer as compras no horário que quiser (31%) e a economia de tempo (29%). Há ainda 28% de entrevistados que citam a facilidade que a internet proporciona na comparação de preços.

A professora Angela Paradelas compra pela web constantemente. “Compro regularmente, pela praticidade e pelo preço, mas procuro sempre o frete gratuito e faço muita pesquisa”. O empresário Diego Dominguez também compra nos e-commerces frequentemente, mas não adquire roupas nesses canais. “Geralmente compro coisas que eu conheço muito a respeito, me permite escolher o que mais atende às minhas expectativas, mas não costumo comprar vestuário, gosto de experimentar, e a política de troca tem uma burocracia muito grande”.

Para o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Junior, a internet está moldando cada vez mais as relações de consumo entre clientes e lojistas. “A internet trouxe ao consumidor a liberdade de comprar quando e onde quiser. Se antes as pessoas tinham de ir até as lojas e demais centros de consumo, agora são os varejistas quem precisam encontrar seus clientes, oferecendo plataformas amigáveis, ofertas convidativas e informações relevantes para reter por mais tempo a atenção de potenciais compradores”, explica o presidente.

Desvantagens
Mesmo com as diversas comodidades, as desvantagens deixam os consumidores receosos. Quase a metade (49%) das pessoas sondadas enxerga o pagamento de frete como o lado negativo das compras online. Há também quem sinta falta de experimentar o produto (42%), não poder levá-lo para casa imediatamente após a compra (42%) ou então nem poder tocar ou sentir o cheiro daquilo que se está comprando (39%). Já a insegurança de que o produto de fato será entregue é preocupação de 30% dos internautas.

A secretária Adelaide Campos é uma das pessoas que ainda preferem comprar pelas lojas físicas. “Pelas poucas consultas online, me pareceu ser bom negócio em questão de valores e compromisso com entrega, porém não é rotina, ainda prefiro comprar com vendedores”. A filha dela, a relações-públicas Bárbara Gouveia, também prefere às lojas tradicionais ao e-commerce. “Podemos encontrar melhores ofertas online, mas acredito que pessoalmente é melhor pela experiência, desde de ser atendida por alguém, poder esclarecer sobre o produto e verificar se aquilo atinge ou não suas expectativas, tudo de forma imediata e pessoal”. O receio dela é se decepcionar com o produto comprado online. “Muitas vezes vemos as funcionalidades, mas, quando recebemos, não é como imaginamos”.

A facilidade e a comodidade proporcionada pela compra online também podem estimular as compras impulsivas. De acordo com a pesquisa, 46% dos compradores admitiram não ter planejado a sua última compra pela internet, seja porque se sentiram atraídos por promoções e funcionalidades do produto (38%) ou porque estavam movidos por aspectos emocionais naquele momento (10%), como ansiedade, baixa autoestima e necessidade de agradar a si próprio. Há, ainda, 5% de entrevistados que compraram online por não terem encontrado o produto nas lojas físicas.

Parcelamento no cartão

Em média, o internauta brasileiro gastou R$ 292 na sua última compra online, sendo que os homens gastaram mais do que as mulheres, média de R$ 343 ante R$ 243 gasto por elas. Nos últimos 90 dias anteriores à pesquisa, os consumidores realizaram três compras pela internet, em média. E na hora de pagar, o parcelamento no cartão de crédito foi o meio mais utilizado por 65% dos compradores. A média de prestações é de cinco parcelas.

Outros meios de pagamentos utilizados com frequência foram o boleto bancário (53%) e a parcela única em cartão (45%). Ferramentas como PayPal, Moip e Pag Seguro foram usados por 31% da amostra e somente 9% fizeram compras por meio de vales-presente.

O economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, lembra que usar o boleto bancário tem vantagem. “Grande parte dos sites oferecem descontos no pagamento com boleto bancário. Além disso, ele pode ser uma boa alternativa para quem possui um limite pequeno para as compras com o cartão de crédito e não quer se comprometer com dívidas”, explica a economista. A pesquisa mostra que, entre quem pagou à vista, 44% disseram ter conseguido algum desconto.

Mais comprados
Considerando os últimos três meses, os itens mais comprados foram peças de vestuário, calçados e acessórios (35%), ingressos para shows, teatro, cinema e eventos esportivos (27%), livros (27%), celulares (24%), produtos eletrônicos (24%), artigos para casa (24%), remédios ou produtos para saúde (22%) e cosméticos e perfumes (21%). A maior parte das compras é feita por meio de computadores ou notebooks (67%), mas 21% já utilizam os smartphones para comprar online.

Os sites das grandes redes varejistas são o principal local de compra na internet (81%), seguidos dos classificados de compra e venda (42%), dos sites especializados em roupas, sapatos e acessórios (30%) e dos sites de ofertas e desconto (28%). Os sites internacionais são preferência de 28% dos compradores online.

Problemas com compras

Entre os entrevistados, 87% dos internautas ficaram satisfeitos com a sua última aquisição na internet, contra apenas 4% de pessoas que ficaram insatisfeitas ou arrependidas com a experiência. Ainda assim, o estudo aponta que nem sempre o processo de compra transcorre de forma tranquila. Quase um quarto (26%) dos compradores online disse ter enfrentado algum problema ao realizar uma compra pela internet nos últimos 12 meses.

Os contratempos mais comuns foram a entrega fora do prazo (11%), não receber o produto (6%) e receber algo diferente do que havia comprado (6%). Há, ainda, 4% de pessoas que receberam o produto danificado.

Entre os que tiveram problemas, 37% não conseguiram ter o problema resolvido e ficaram com o prejuízo. Outros 60% disseram ter conseguido solucionar o problema, geralmente com a devolução do dinheiro (26%) ou com a troca do produto (11%).

Segurança online
Outro problema que aflige os internautas é a questão da segurança. De acordo com a pesquisa, os consumidores online dão nota 7,9 para o grau de segurança nas compras. Apenas 20% dos entrevistados garantem sentir-se totalmente seguros para fazer compras na internet.

Os especialistas do SPC Brasil também alertam que os empresários varejistas que atuam na internet devem encarar o investimento em segurança digital como um dos pilares de seu negócio, seja qual for o tamanho ou ramo de atuação, a fim de garantir a integridade de seus sistemas e dos dados pessoais e bancários de seus clientes.

A pesquisa demonstra que o internauta brasileiro está consciente quanto às medidas de precaução: 97% dos compradores tomam algum tipo de cuidado, a exemplo de comprar sempre em sites conhecidos ou indicados (60%), imprimir ou arquivar todos os passos de compra, inclusive e-mails de informação (40%) e evitar cadastrar dados do cartão de crédito para compras futuras (37%).

A pesquisa também mostrou quais são os produtos que os entrevistados jamais comprariam pela internet. A contratação de seguros (27%), joias (27%), bebidas (16%), remédios ou produtos para a saúde (16%) e produtos eróticos (15%) são as categorias de produtos que afastam os consumidores nas compras pela internet. O medo de ser vítima de fraudes (39%), como adulterações e falsificações são os motivos mencionados entre os que rejeitam esses tipos de produtos.

“Adaptar-se rapidamente às demandas crescentes dos consumidores é o grande desafio para os varejistas que atuam no e-commerce. O consumidor online está em busca de experiências de compra que combinam praticidade, percepção de valor e satisfação com cada produto. Quem dita boa parte das regras neste negócio são os clientes. Eles vão às compras no momento que julgam ser mais adequado e sempre estão em busca de preços competitivos, sem abrir mão da qualidade do produto”, afirma o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Junior.

FONTE: Agência Brasil

Menina de 10 anos segue desaparecida há 18 dias em Arapiraca Mãe está desesperada com sumiço da filha e pede ajuda da população para que possa encontrar a menina

Resultado de imagem para desaparecidos

A mãe da garota Cleiciane Pereira da Silva, de 10 anos, que está desaparecida há 18 dias, fez um apelo durante entrevista concedida na manhã desta quinta-feira (22), ao repórter Wendio Salustiano, do programa do Ailton Aviles, da Rádio Pajuçara FM, Arapiraca.

Aflita com o desaparecimento da filha, Cledja Pereira da Silva, clama por ajuda. “Essas informações de pessoas divulgando notícias falsas de que ela está morta prejudica as investigações da polícia e do Conselho Tutelar. Eu queria fazer um apelo, pelo amor de Deus, para quem estiver com minha filha para mandasse ela, colocasse em qualquer canto que meu coração está partido, cada dia que se passa é um momento de desespero”, desabafou. 

Durante entrevista, a mãe desesperada pede para quem estiver com sua filha que possa devolver a menina. Familiares e amigos estão fazendo orações todos os dias e realizando buscas, porém até o momento estão sem nenhuma informação que possa levar ao paradeiro de Cleiciane. 

Em entrevista a uma rádio local o pai da menina fez graves acusações ao padrasto da menina que teria o hábito de espancar a jovem. Cledja Pereira negou essa situação e afirmou que ele está faltando com a verdade, além de alegar que ele se recusa a pagar pensão.

Relembre o caso: 
Cleiciane Pereira da Silva, de 10 anos desapareceu desde o último domingo, dia 4, no Residencial Agreste, no Povoado Fazenda Velha, na cidade de Arapiraca.

Na ocasião, familiares, informaram que a menina brincava na frente de casa e pediu a mãe para visitar o avô, que mora em um sítio localizado na zona rural do município de Igaci, a cerca de 30km de Arapiraca. A mãe não permitiu, pois não tinha dinheiro para dar para sua filha. Cleiciane pediu então para ir até a casa de um tio, que mora no mesmo residencial, mas a mãe também não autorizou. 

Ainda no domingo, por volta das 9h, a mãe ficou desesperada ao perceber o desaparecimento da filha. Desde então, as polícias Civil e Militar e o Conselho Tutelar do município seguem investigando o caso.

Quem tiver qualquer informação que possa ajudar a família a chegar ao paradeiro da criança deve manter contato pelo telefone (82) 99620-0125, ou através do telefone do Disque Denúncia 181.

por: Alessandro Granda 
fonte: todo segundo

Dorgival Dantas irá participar do novo DVD de Marília Mendonça

dd
Dorgival Dantas é um dos principais compositores do Nordeste. Várias de suas músicas fizeram sucesso com bandas de Forró e até mesmo com duplas sertanejas. Foram suas composições que deram o apelido de “Poeta” e o deixaram conhecido nacionalmente. Já Marília Mendonça, cantora da nova geração, também é dona de composições de muito sucesso, mas o que os dois têm em comum?
Além de serem grandes compositores de sucesso, eles se apresentaram no mesmo dia no São João de Petrolina e foi lá que um convite surpreendeu o nordestino. A cantora o convidou para participar do seu próximo DVD. O convite aconteceu logo após eles cantarem a música “Destá”.
O DVD ainda não tem data de gravação marcada.
fonte: sua musica

Acidente entre duas ambulâncias, ônibus e carreta deixa 21 mortos na BR-101 no ES ragédia aconteceu por volta das 5h50 desta quinta-feira (22) e interditou os dois sentidos da via. São 22 feridos, sete em estado grave.


Um acidente envolvendo duas ambulâncias, uma carreta e um ônibus deixou 21 mortos e 22 feridos no km 343 da BR-101, em Guarapari, na Grande Vitória. A última atualização sobre as vítimas foi divulgada pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp), às 13h12. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que o número de mortos pode ser maior, porque as equipes ainda estão trabalhando no local.

O acidente aconteceu por volta das 5h50 desta quinta-feira (22). Os dois sentidos da rodovia estão interditados para realização de perícia no local.

O ônibus é da viação Águia Branca e seguia de São Paulo para Vitória com mais de 30 passageiros. As ambulâncias eram dos municípios de Alfredo Chaves e Jerônimo Monteiro. O caminhão transportava rochas. A polícia suspeita que a carreta tenha causado o acidente.


Vítimas



  • Pelo menos 13 mortos e 19 feridos estavam no ônibus

  • 1 morto e 5 feridos leves estavam na ambulância do município de Jerônimo Monteiro

  • 3 feridos estavam na ambulância de Alfredo Chaves

  • 1 morto era o motorista do caminhão

  • 6 mortos; ainda sem informação sobre em que veículo estavam

  • 22 pessoas foram socorridas para hospitais



Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), sete feridos estão em estado grave. Os pacientes estão internados em três hospitais:


  • 2 no Hospital São Lucas, em Vitória

  • 1 no Hospital Antônio Bezerra de Faria, em Vila Velha


A Sesa pede para que as pessoas doem sangue para as vítimas. Veja a lista de onde doar no final da reportagem.
O acidente
A PRF informou que a carreta, que transportava rochas invadiu a contramão e bateu no ônibus da viação Águia Branca. As duas ambulâncias seguiam atrás do coletivo e também foram atingidas.

Testemunhas contaram que, assim que o caminhão bateu no ônibus, o coletivo partiu ao meio e pegou fogo.

Os passageiros do ônibus receberam os primeiros-socorros na rodovia. Alguns foram levados para hospitais da Grande Vitória de helicóptero. Ainda segundo a PRF, a maioria das vítimas teria morrido carbonizada.

O secretário de Saúde de Jerônimo Monteiro, José Maria Justo, disse que o veículo do município era uma Doblô. Nela, estavam o motorista e cinco passageiros – três pacientes e dois acompanhantes.

Segundo Justo, para evitar a colisão com a carreta e o ônibus, o motorista tentou desviar para o acostamento, mas acabou batendo na traseira da ambulância de Alfredo Chaves.

O motorista morreu no local do acidente, e os passageiros não tiveram ferimentos. "Estamos com um sentimento de tristeza muito grande. Perdemos um colega de trabalho. Agora, os passageiros estão na sede da polícia em Anchieta aguardando o transporte da prefeitura para que possam voltar para Jerônimo Monteiro", disse o secretário.

A Prefeitura de Alfredo Chaves informou que na ambulância do município estavam um motorista, uma paciente e um acompanhante. Os três estão bem e já receberam atendimento médico. Segundo a prefeitura, o motorista tentou desviar do acidente e acabou capotando. A paciente seguia para um hospital de Vitória para tratar de uma torção no pé.




Mortos identificados



  1. O motorista da ambulância Fiat Doblô, da Secretaria de Saúde de Jerônimo Monteiro, no Sul do Estado, identificado como Alicinaldo Zampili Vargas, 36 anos, está entre as vitimas do grave acidente. No veículo estavam outras seis pessoas que ficaram ilesas.




  1. O motorista Mac Vinícius, que mora no Sul da Bahia, era um dos passageiros do ônibus. Ele contou que estava dormindo no momento do acidente. "Eu estava sentado na cadeira 11. Estava dormindo, quando acordei vi todo o sofrimento", contou.

  2. O ajudante-geral Gentil Pinto dos Santos também está entre os feridos do acidente. "Só vi quando o ônibus deu uma brecada e não deu para ver mais nada", contou.




Águia Branca


A Viação Águia Branca informou ao G1 que dentro do ônibus estavam 31 passageiros e o motorista. Uma equipe da empresa está no local do acidente prestando assistência aos passageiros.

Ainda não há a confirmação do total de mortos e feridos que estavam no coletivo coletivo.


Trânsito


A Eco 101, concessionária que administra a via, disse que a pista segue completamente interditada no km 343. Por volta das 10h, havia congestionamento de 5 km no sentido Norte. Já no sentido Sul, o trânsito estava sendo desviado no km 335, próximo ao trevo de Guarapari.



Locais para doação de sangue



Hemocentro do Estado do Espírito Santo (Hemoes)

  • Telefone: 3636-7900/7920/7921
  • Avenida Marechal Campos, 1.468, Maruípe, Vitória. Funciona de segunda-feira a sexta das 07 às 19h, e sábado, das 7h às 19h.


Unidade de Coleta à Distância da Serra

  • Telefone: 3218-9429/ 3218-9242.
  • Avenida Eudes Scherrer Souza, s/n (anexo ao Hospital Estadual Dório Silva). Funciona de segunda-feira a sexta-feira, das 07h às 16h.


Hemocentro de Linhares

  • Telefone: (27) 3264-6000/ 3264-6019
  • Avenida João Felipe Calmon, 1.305, Centro (ao lado do Hospital Rio Doce). Funciona de segunda a sexta-feira, das 07h às 12h30.


Hemocentro Regional de Colatina

  • Telefone: (27) 3717-2801
  • Rua Cassiano Castelo, s/n, Centro. Funciona de segunda a sexta-feira, das 07h às 12h30.


Hemocentro Regional de São Mateus

  • Telefone: (27) 3767-7957
  • Rodovia Otovarino Duarte Santos, Km 02, Parque Washington. Funciona de segunda a sexta-feira, das 07h às 12h30.


Para doar sangue é preciso ter de 16 a 69 anos de idade. Menores de 18 anos só podem doar com a autorização dos responsáveis. O doador deve apresentar um documento original com foto, preencher um cadastro com informações básicas e responder a um questionário. Em seguida, ele passa por uma triagem para examinar sinais vitais como pressão, pulso e temperatura.
Acidente grave entre duas ambulâncias, ônibus e carreta em Guarapari (Foto: APP TV Gazeta)
FONTE:: G1

Professor do ensino médio é preso com aluna em motel Homem de 59 anos estava com adolescente de 17; o celular dele continha vídeos e fotos íntimas da menina.


A Polícia Civil de São José dos Campos prendeu um professor de Geografia de 59 anos que estava com uma aluna de 17 anos em um motel da cidade. De acordo com as primeiras investigações, o homem vinha mantendo relacionamento com a menina desde o início do mês e havia fotos íntimas da jovem no celular do professor. O caso foi descoberto depois que familiares de uma amiga entraram em contato com os pais da adolescente.

O delegado responsável pelo caso, Régis Germano, disse que a denúncia vinha sendo investigada. “Os pais nos procuraram contando o caso, monitoramos o homem e fizemos a sua prisão. Encontramos várias fotos e vídeos no celular. Ele vai responder por armazenar material pornográfico da menor, que é um crime previsto no Estatuto da Criança e Adolescente”, declarou. Segundo ele, as conversas deixam claro o relacionamento.

Por não ter antecedentes criminais, o homem pagou fiança de R$ 2 mil e vai responder ao processo em liberdade. O proprietário motel também será interrogado pelas autoridades para esclarecer a liberação da entrada de uma menor de idade no local.

Leiajá

Novo concurso da UFPE tem salário de R$ 5,6 mil Aprovados poderão atuar no Recife, Caruaru ou Vitória de Santo Antão.


Até o dia 29 deste mês, a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) recebe inscrições para o processo seletivo destinado ao cargo de professor substituto. De acordo com a instituição de ensino, há 45 vagas para as unidades Recife, Caruaru e Vitória de Santo Antão, cuja carga horária varia de 20 a 40 horas semanais.

Segundo a UFPE, do total de oportunidades, 39 vagas são para o Campus Recife, distribuídas da seguinte maneira: Centro de Artes e Comunicação (CAC) – seis vagas; Centro de Biociências (CB) – cinco vagas; Centro de Ciências da Saúde (CCS) – 17 vagas; Centro de Ciências Jurídicas (CCJ) – três vagas; Centro de Educação (CE) – quatro vagas; Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH) – duas vagas; e Centro de Informática (CIn) – duas vagas.

Já a unidade de Caruaru possui apenas uma oportunidade no Núcleo de Design e Comunicação. Além dela, existem cinco vagas em Vitória, distribuídas assim: uma vaga; Núcleo de Educação Física – duas vagas; e Núcleo de Nutrição – duas vagas.

As remunerações para os aprovados, segundo a UFPE, variam de R$ 2.236,29 a R$ 5.697,61, a depender da qualificação do professor. Os interessados em participar do certame devem se inscrever na secretaria dos departamentos/núcleos que oferecem as oportunidades, conforme normas estabelecidas no edital do processo seletivo. A taxa de participação custa R$ 130. 

“A seleção constará de julgamento de títulos; prova escrita e/ou prova didática ou didático-prática. Os candidatos receberão o cronograma do processo seletivo diretamente no departamento/núcleo por meio de protocolo de recebimento, após a divulgação de homologação das inscrições e da composição da Comissão Examinadora”, informou a UFPE por meio da assessoria de imprensa. 

Ainda de acordo com a UFPE, a validade do concurso será de um ano, podendo ocorrer prorrogação por, no máximo, 24 meses. Mais informações sobre o processo seletivo podem ser obtidas no endereço virtual da Universidade.

Leia Já

Sancionada Lei que cria o Fundo Especial de Amparo aos Municípios Atingidos pelas Chuvas Sancionada nesta quarta-feira (21.06) pelo chefe do Executivo estadual, a Lei, que será publicada no Diário Oficial desta quinta-feira (22.06).

Empresários
Para que o Governo de Pernambuco possa garantir respostas cada vez mais rápidas aos municípios da Mata Sul e do Agreste que foram fortemente atingidos pelas chuvas do último mês, o governador Paulo Câmara criou o Fundo Especial de Amparo aos Municípios Atingidos pelas Chuvas – FAMAC, que será vinculado à Secretaria Especial da Casa Militar  órgão gestor. Sancionada nesta quarta-feira (21.06) pelo chefe do Executivo estadual, a Lei, que será publicada no Diário Oficial desta quinta-feira (22.06), irá executar ações de reconstrução das áreas decretadas em situação de Emergência, visando o restabelecimento da situação de normalidade dos municípios.
 
Os recursos do FAMAC que serão utilizados no enfrentamento aos efeitos das enchentes serão provenientes de doações, auxílios, subvenções e outras contribuições de pessoas físicas ou jurídicas, bem como de entidades e organizações, públicas ou privadas, nacionais ou estrangeiras. De acordo com a Lei, os fundos arrecadados serão aplicados, exclusivamente, para a realização de despesas de assistência às populações afetadas, podendo ser por meio de fornecimento de bens, de prestação de serviços, de execução de obras ou de entregas de unidades habitacionais. Além disso, os recursos também poderão ser destinados por meio de realização de transferências voluntárias.
 
A Lei prevê, ainda, que as receitas e a alocação dos recursos do FAMAC serão publicados no portal da Transparência do Estado de Pernambuco e serão identificados por meio da criação de uma fonte específica.
 
AGRADECIMENTO -  A Lei que cria o FAMAC foi sancionada governador Paulo Câmara na presença de representantes das empresas que doaram mantimentos para a população impactada pelas enchentes. Paulo reuniu, no Palácio do Campo das Princesas, os empresários para agradecer o apoio dado aos atingidos pelas fortes chuvas. Na oportunidade, Paulo fez uma apresentação das ações realizadas pela Operação Prontidão e do funcionamento do Gabinete de Crise Central, que está estruturado no segundo andar da sede do Governo para coordenar as medidas adotadas pelos escritórios montados nos municípios impactados. Entre as instituições privadas que realizaram doação estão a Empresa Brasil Kirin, a Solar Coca-cola, a GL Empreendimentos, a Celpe e a Selmi, a Tutanat, a Mauricéia e Só Ovos, Unilever, Ovos Enavis e Granja Palacete SoNovo.

Fotos: Aluísio Moreira/SEI

MPPE investiga superfaturamento após cachê de Aviões em Gravatá Já virou rotina os altos cachês chamarem atenção no período junino e renderem polêmicas.

Foto: Prefeitura de Gravatá/Divulgação

valor do cachê pago pela Prefeitura de Gravatá, no Agreste pernambucano, à banda Aviões do Forró foi de R$ 280 mil, o dobro do preço da apresentação em Caruaru, na mesma região, que custou aos cofres municipais R$ 140 mil. A divergência entre os preços foi alvo de polêmica nas redes sociais e, nesta quarta-feira (21), o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) anunciou que 1ª Promotoria de Justiça de Gravatá instaurou inquérito civil para apurar denúncia de superfaturamento na contratação de artistas para o São João.

Ainda no início da investigação, o promotor João Alves de Araújo, responsável pela apuração, solicitou à gestão informações sobre os pagamentos de artistas neste ciclo junino, como as cópias de todos os procedimentos licitatórios e a relação com dados qualitativos da Comissão de Licitação e da Secretaria Municipal de Turismo. Araújo enfatizou que emitiu uma recomendação ao prefeito Joaquim Neto (PSDB) sobre as limitações no gasto com verbas públicas na contratação de artistas e bandas nas festividades periódicas na cidade.

O show de Aviões em Gravatá foi no último sábado (17), no palco principal da festa em Gravatá, o Pátio Chucre Mussa Zarzar. Segundo a Polícia Militar, o público estimado foi de 70 mil pessoas. Em Caruaru, a presentação foi no dia 4, no domingo do fim de semana em que os festejos foram abertos, e o público estimado foi de 56 mil pessoas, o segundo dia com maior público no São João da cidade até agora.

Em nota, a Prefeitura de Gravatá informou que o valor pago à banda foi referente a um show exclusivo para cidade, conforme Nota Fiscal número 980, disponível no Portal da Transparência. A Secretaria de Turismo informou ainda que o valor do cachê incluiu o custo das passagens aéreas e toda a estrutura trazida pela banda. A Aviões afirma que fatores como as datas dos eventos alteram os valores. A banda disse ainda que o evento em Caruaru aconteceu em “dobrada”, que é quando a banda aproveita o retorno de um trajeto para realizar o show, diminuindo os custos de logística.

Safadão

Já virou rotina os altos cachês chamarem atenção no período junino e renderem polêmicas. Em 2017, um ano depois de ter o valor do cachê pago pela gestão de Caruaru R$ 575 mil – questionado pelo Ministério Público e ter a apresentação cancelada pela Justiça, a contratação do cantor Wesley Safadão gerou polêmica pelo valor cobrado para se apresentar no dia 28 de junho na abertura do São João de Carpina, na Zona da Mata: R$ 450 mil. Em Limoeiro, no Agreste, a noite que teve Safadão e Marília Mendonça custou R$ 800 mil. Para amenizar a polêmica, no ano passado, o cantor cearense acabou doando o cachê para instituições filantrópicas de Caruaru.

Blog de Jamildo

Extintor de incêndio pode voltar a ser obrigatório nos veículos Produto saiu da lista de itens obrigatórios em 2015; Comissão da Câmara aprovou projeto de lei.

Item não era mais obrigatório, mas PL pode fazer com que volte a ser / Foto: Igo Bione/Acervo JC
A Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados aprovou, na última segunda-feira (12), a volta do extintor de incêndio como item obrigatório para os veículos. Desde o final de 2015, uma resolução (nº 556/15) do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) retirou o objeto, causando polêmica em alguns setores.

A medida está prevista no Projeto de Lei 3404/15, do deputado Moses Rodrigues (PMDB-CE), que recebeu parecer favorável do relator, deputado Remídio Monai (PR-RR). Remídio concordou com o argumento do autor de que a decisão não apresenta justificativa consistente e contraria normativos anteriores do próprio Contran. A proposta altera o Código de Trânsito Brasileiro (Lei 9.503/97), que hoje inclui cinto de segurança e airbag entre os itens obrigatórios, mas não o extintor. 

Custo insignificante

No entendimento do relator, a manutenção da obrigatoriedade do extintor para algumas categorias, como ônibus e caminhões, demonstra a utilidade do equipamento no combate a pequenos focos de incêndio. “Quantos de nós já não passamos por veículos parados às margens da via, com o pó branco do extintor jogado sobre o motor, resultado do combate eficaz a um foco de incêndio”, disse Monai.

“Cabe destacar que o custo do extintor de incêndio é insignificante em relação ao custo do próprio veículo, ainda mais se considerarmos os benefícios advindos de sua adequada utilização”, considerou ainda.

O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado ainda pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Jc Online